Ocupa Cacilda!

JP MOVE 1
DCIM100GOPRO

Novíssimos
De sexta à domingo a ocupação apresentará espetáculos de dança. A programação buscará mesclar jovens artistas com artistas consagrados. Aos jovens artistas será destinado o programa “Novíssimos” onde companhias e coreógrafos com pouco tempo de carreira podem compartilhar seus espetáculos com o grande público. Artistas consagrados também mostrarão seu trabalho ao longo das 11 semanas, assim como novas criações estarão disponíveis na programação e espetáculos que colocam em foco a questão da dança social.

QUE SE FUNK | JP Move – Jovens de Periferia Companhia de Dança

Rio de Janeiro/RJ | 2014

Apresentações: 07  e 08 de agosto, às 20h | 09 de agosto, às 19h
Entrada: R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia)
Duração: 50 min.
Classificação: Livre
Fanpage: facebook.com/jpmove


O espetáculo é uma investigação cênica sobre o Movimento Funk, suas relações com a sociedade e as conexões estabelecidas entre os indivíduos e os espaços da cidade. As cenas são inspiradas nos bailes, no ir e vir pelas ruas e por esses encontros joviais que recodificaram a “Ginga Carioca”, história contada com o corpo e um jogo de mixagens musicais pela trajetória do Funk Carioca. O corpo e o movimento declaram suas vivências, ideias criativas e dinâmicas a respeito da cultura, que teve que se reinventar várias vezes para sobreviver em meio ao preconceito e censura, impostos pela sociedade e pelo Estado que tanto desejaram a extinção da maior manifestação jovem do país. Representando essas manifestações, as danças urbanas se apropriam dos diversos espaços culturais da cidade, entre eles teatros, cinemas e praças públicas, para nutrir a espontaneidade e a criatividade. Diversas cenas de “Que se Funk”, foram inspiradas no “Passinho do menor favela“, uma nova dança surgida nas ruas. Assim, pretendemos levar o espectador a vivenciar a cultura Funk.

 

 

FICHA TÉCNICA

Direção Artística e coreografia: Michel Cordeiro
Direção de texto: Anna Bradilli
Assistente de Direção: Bianca Martins
Produção: André Araújo
Sonoplasta: Junior Bergantinn
Iluminação: David Israel
Figurinista: Raquel Cristina
Intérpretes criadores: Aline Cardoso, Camila Simões, Douglas Rodrigues, Jéssica Ramos, Kinho JP, Rodrigo Barboza e Samir Santos

SAMPLERS | Rio Hop (*Estreia Nacional)

Rio de Janeiro/RJ | 2015

Apresentações: 21 e 22 de agosto, às 20h | 23 de agosto, às 19h
Entrada: R$ 10,00 (inteira), R$ 5,00 (meia)
Duração: 40 min.
Classificação: 14 anos


Em um processo criativo onde o eixo central opera através de assimilações, transformações e apropriações, a palavra “Samplers” aparece em uma condição sine qua non para definir a primeira obra desse coletivo denominado Rio Hop, que reaparece, após 13 anos de ausência,  na cena carioca da dança.

Urbano e atual, sampler servia como termo, na década de 40, para designar amostras colhidas em exames médicos e pesquisas qualitativas, no entanto, o sentido contemporâneo adquirido, onde este dá nome a um tipo de aparelho que permite gravar, manipular, remixar trechos de músicas, se enquadra de uma maneira mais apropriada às devidas intenções dramatúrgicas dessa obra. O verbo “samplear”praticamente vira sinônimo para recombinação de materiais ja existentes, sem receio, sem pudor,… o que simboliza, merecidamente, a liberdade que uma produção artística precisa ter.

Samplers traz consigo a subjetividade humana,  explorando ao máximo a capacidade de recombinação de muitas das diversidades encontradas dentro desse conjuntos de artísticas reunidos, vangloriando, suas preferências, “gostos pessoais”, escolhas, mainstream,…Estes diálogos gerados durante todo processo criativo, certamente, proporcionarão interessantes resultados ao espaço cênico, através de um “produto inacabado”, onde as possibilidades de samplear e remixar corpos, vidas se tornam infinitas.

 

FICHA TÉCNICA

Direção e concepcão: Ugo Alexandre
Assistente de Direção: Tamara Catharino
Produção: Julio Molina e Ugo Alexandre
Lighting Designers: Leandro Barreto e Ugo Alexandre
Projeto de Luz: Leandro Barreto
Produção Musical: DuonZ
Publicidade e Marketing digital: Rafael D’Eça
Fotos e vídeos: CopacabanaLab & Duophono
Intérpretes Criadores: Bruno Dias, Julio Molina, Leco Silva, Leonardo Laureano, Natália Bittar, Renan Fontoura, Sabrina Vaz, Tamara Catharino, Tito Lacerda
Apoio: Estação da Dança e Duophono.

 

Fotos: (1) Sampler © Leonardo Oklone  (2) Que se Funk ©